Saltar para o conteúdo

Mandala Astrológica 2013

[ENG version here]

Mandala Astrológica 2013

tempocircular2013_mandastr_raiodeseda
A Mandala Astrológica 2013 é um calendário Solar e Lunar que integra os tempos astrológico e mundano circularmente com transcrição gráfica dos dados das efemérides. Foi criado como veículo agregador de informação através de correspondências geométricas e cromáticas. Sintetiza visualmente o tema e o contexto astrológico do ano facilitando uma leitura mais intuitiva dos dados habitualmente disponíveis em listagens e tabelas ou processados pelos programas de astrologia. Funciona a diversos níveis, do mais pragmático (objecto de consulta para o trabalho/estudo astrológicos) ao mais introspectivo (foco para reflexão e meditação).

conceito e projecto

A concepção e desenho desta mandala foram feitos de raíz, revelando-se a etapa inicial de um projecto combinado de investigação astrológica e criatividade. Até à data apelidado de ‘tempo circular’, este projecto centra-se em questões relacionadas com a natureza, a vivência, a percepção e a representação do Tempo segundo a abordagem holística e cíclica inerente à astrologia contemporânea (de orientação humanista e psicológica). Nele alio a minha visão, aprendizagens e experiência prática da astrologia à sensibilidade e espírito criativo das artes, com a forte motivação pessoal de evoluir num registo interdisciplinar.

A imagem foi desenvolvida para incluir várias camadas de leitura – calendário solar e lunar, efemérides gráficas, mandala – e orientada para quem conhece o verbo ‘astrologar’ e já não vive e/ou trabalha sem o usar. Resulta num híbrido de infografia com geometria sagrada e espelha uma afinidade pessoal com processos de trabalho e pensamento visuais, imagéticos e simbólicos que será certamente partilhada por muito mais gente (Saltem daí ‘esses mercúrios em água’ ou ‘essas casas seis em peixes’ ou ‘esses neptunos na casa nove’, por exemplo…)

Na busca de um elevado grau de coerência interna entre forma e conteúdo, a estrutura e composição da mandala definiram-se segundo parâmetros que reflectem princípios básicos da Astrologia e o próprio processo criativo veio a desenrolar-se de forma algo análoga à revelação do potencial de um horóscopo natal ao longo da vida. Reconheci na geometria sagrada do círculo a base ideal para a composição e foi ao longo do trabalho de transcrição gráfica e inserção de dados que a imagem progressivamente se definiu. Levou claramente o seu tempo, indiferente aos meus planeamentos ou vontade conscientes… Á parte alguma impaciência e gestão de frustração, viva a pedagogia dessa ‘bofetadazita’ no ego! Um sinal de que o projecto está em curso para além dos resultados mais evidentes.

estrutura e conteúdos

tempocircular2013_mandcentr_raiodeseda tempocircular2013_lunfract_raiodeseda

No centro, rege o ciclo Solar anual. (imagem à esquerda)

Do núcleo de luz da Mandala Solar irradiam concentricamente os trânsitos dos planetas, circunscritos pelos doze Signos do Zodíaco. Em torno dos seus 360º inscrevem-se as efemérides e articulam-se os raios de subdivisão nos meses e semanas do calendário.

Na periferia, abrem-se os ciclos Lunares mensais. (imagem à direita)

Distribuidas em redor do ‘ano’, como num fractal, as Mandalas Lunares reflectem as transições energéticas do centro, actualizando-as para uma escala temporal mais reduzida – de Lua Nova a Lua Nova.

Em todas as mandalas, o registo das efemérides é feito no sentido anti-horário da sequência natural dos signos no zodíaco, a partir do grau indicado pelo início do ano ou correspondente a cada Lua Nova.

A escolha de um código de cores correspondente aos quatro elementos facilita uma leitura conjunta dos equilíbrios energéticos num determinado arco temporal e para cada unidade (ano ou lunação) como um todo.

A informação visual é complementada por indicações textuais e inclui :

  • ingressos e estações directas e retrógradas dos planetas em trânsito
  • ingressos e fases da lua
  • ocorrência de eclipses
  • registo das efemérides relativamente ao ciclo do Sol
  • registo das efemérides relativamente a cada ciclo de Lunação
  • indicação de data e hora UT, referenciadas à 14ª edição das ‘New International Ephemerides 1900-2050’ , Aureas Editions, 2006

tempocircular2013_raiodesedaastroinfo_lr

Áreas e conteúdos :

  • 1 – 360º do Zodíaco – a escala de referenciação básica de toda a mandala.
  • 2 – divisão radial nos meses e semanas do calendário.
  • 3 – os trânsitos de 2013 de Plutão a Mercúrio – Mandala Solar.
  • 4 – Mandala Lunar
  • 5 – indicação de Eclipse
Os círculos concêntricos da Mandala Solar reúnem a informação anual do trânsito para cada planeta em função do respectivo grau ocupado pelo Sol no zodíaco :
tempocircular2013_infoMacr03_raiodeseda
  • Um planeta por círculo, do mais lento (centro) ao mais rápido.
  • Uma cor para cada elemento ; uma diferença de tom para períodos retrógrados e indicação textual das respectivas estações; identificação dos signos pelos respectivos glifos; marcação linear dos graus de início/final do trânsito e das estações
  • Destaque do arco abrangido pelos trânsitos dos planetas com ciclos superiores a um ano através da projecção de um ‘foco luminoso’.
  • Início do ano marcado por uma linha negra e indicação das posições ocupadas às 00:00 UT de 01/01/2013 por cada planeta.
  • Linhas radiais finas seccionam a mandala em arcos semanais.

Está também representado o trânsito do Nodo Norte, no círculo entre Úrano e Saturno.

Na zona entre os círculos planetários da Mandala Solar e a circunferência graduada do Zodíaco, encontram-se os prolongamentos dos focos luminosos dos planetas com ciclos superiores a um ano – Marte a Plutão – e indicações textuais dos respectivos trânsitos.

tempocircular2013_infoMacr04_raiodeseda Na graduação zodiacal, registam-se os ingressos do Sol, as Luas Novas e Cheias, os ingressos e estações dos planetas e a numeração das semanas e meses.

  • As linhas tracejadas marcam as datas de entrada e saída de Mercúrio e Vénus do arco percorrido pela respectiva retrogradação (período sombra).
  • A hora e o grau de estação para movimento directo ou retrógrado de um planeta podem ser consultados no círculo correspondente da Mandala Solar
  • A hora e grau das estações dos planetas de Marte a Mercúrio pode consultar-se nos círculos correspondentes da Mandala Lunar para essa data, assim como a hora e grau das Luas Novas/Cheias e Eclipses.

A posição ocupada por todos os elementos indicados nesta zona, corresponde ao grau zodiacal percorrido pelo Sol na data da efeméride ou do início do período de calendário assinalado.

tempocircular2013_infoMacr02_raiodeseda

A divisão radial indica a correspondência da Mandala Solar com os meses e semanas do calendário e delimita o arco de leitura relativo a cada período específico.

> Na imagem à esquerda, a linha regista o início de Março na nona semana do ano, no período do Sol em Peixes e antecedido pela Lua Cheia de 25 de Fevereiro.

Nas Mandalas Lunares, tal como na Solar, a zona interior expressa os trânsitos dos planetas em cada círculo concêntrico . Neste caso, registando em função do trânsito da Lua pelo Zodíaco.

Na zona exterior são indicados os ingressos da Lua nos signos, as quatro principais fases do seu ciclo, a ocorrência de Eclipses e restantes efemérides.

tempocircular2013_infoMacr01_raiodeseda
  • O centro, contém o glifo do signo da Lua Nova, donde parte a linha de início do ciclo.

  • Junto a ela identificam-se os planetas em cada círculo e o signo que transitam a essa data.
  • A linha tracejada marca o grau de final de ciclo, de onde partirá a Mandala Lunar seguinte.
  • Na zona mais periférica, a última fase do ciclo é indicada pelo arco adicional exterior.

Na zona central, estão os planetas em trânsito – de Saturno a Mercúrio – em semelhança à Mandala Solar. O círculo zodiacal é, mais uma vez, a escala de referência a partir do qual saem as indicações dos ingressos da Lua e de cada uma das suas quatro principais fases.

tempocircular2013_infoMacr05_raiodeseda Os Eclipses são assinalados na Lua correspondente, juntamente com as informações de data, hora e tipo de eclipse.

acesso e utilização

O que despoletou inicialmente este trabalho foram reflexões e necessidades pessoais ligadas à minha prática enquanto astróloga e o resultado espelha essa abordagem particular.

No entanto, todo o processo e o âmbito do projecto são bem mais abrangentes e acredito serem um contributo válido para um grupo mais alargado e para a comunidade astrológica de profissionais, estudantes e praticantes. Esta preciosa motivação adicional reforçou o ânimo perante os desafios e contratempos que foram surgindo e ajudou-me a manter a energia, dedicação e o foco necessários à sua execução ao longo de várias luas.

A todos os que se identificarem com o trabalho e encontrarem sentido e utilidade para a Mandala Astrológica 2013 deixo o convite de entrarem em contacto para ‘feedback’ ou alguma questão que possam ter.

Uma versão digital está disponível para uso pessoal mediante pedido via e-mail e contribuição livre. Para os que preferirem o formato físico está aberta a possibilidade de encomendar uma impressão. Pedidos e mais informação através de raio.de.seda@gmail (assunto : Mandala Astrológica)

Obrigada! O vosso retorno e apoio são importantes para a continuidade do projecto em 2014 e nos anos vindouros.

Até breve e feliz Primavera,

patrícia , raio de seda astrologia – abril 2013

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: